A Clínica e Instituto de Oftalmologia Professor Ivo Corrêa-Meyer foi inaugurada em 1930, na cidade de Porto Alegre. As atividades desta Instituição associaram-se ao ensino, de forma permanente, no ano de 1932, quando o prof. Ivo Corrêa-Meyer obteve o título de Professor Catedrático de Oftalmologia da UFRGS. Extensão dos ambulatórios de ensino desta Universidade, o Instituto foi sede de iniciação em vários momentos evolutivos da especialidade. O nome de ICM, além daUFRGS, está intimamente relacionado à fundação da FFFCMPA (seu primeiro diretor) e a ISCMPA (Chefe de Serviço a Provedor). Uma das primeiras imagens retinográficas colhidas em nosso continente (1934) pertencem a Instituição. Introdução de métodos tais como a gonioscopia, oftalmoscopia indireta, transplantes de córnea, retinopexias, angiofluoresceinografia, fotocoagulação, vitrectomia via pars plana foram algumas das contribuições em nosso meio. Por iniciativa de Ivo Corrêa-Meyer foram implementados os primeiros cursos para formação de oftalmologistas desde 1955, fato que precede a criação das residências médicas, marcando um pioneirismo na própria universidade. A partir de 1960 as ligações universitárias, através do então Professor Titular Rivadávia Corrêa-Meyer estenderam-se com a FFFCMPA, tornando-se a sede da disciplina de oftalmologia desta faculdade, e, também, com a PUCRS durante os anos 70. A partir de 1972 a Instituição é credenciada pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia para ministrar o Curso de Especialização "Ivo Corrêa-Meyer". São muitos os formados pelos cursos precursores (década de 60) e o vigente de especialização. Com certeza, até o presente, mais de 100 oftalmologistas realizaram sua formação nas dependências do Curso. Colaboradores, associados foram e são muitos. Vários profissionais atenderam ou ainda trabalham na entidade, entre estes, Luís Osório, Newton Carlos Degrazia, Flávio Ferreira, Rivadávia Corrêa-Meyer, Paulo Corrêa-Meyer, Ítalo Marcon, Paulo Horta Barbosa, Saul Bastos, Clodoaldo dos Santos, Lorival Cardoso, Afonso Pereira, Gabriela Corrêa-Meyer e Manuel Vilela. Nos dias de hoje o Curso conta com 6 alunos de especialização (3 anos de duração). A produção científica é robusta, com mais de 400 artigos indexados, livros (Enfermidades do Nervo Óptico, Angiofluoresceinografia, Fotocoagulação em Oftalmologia, Angiografia Fluoresceínica, Oftalmologia Básica, Oftalmologia e Ciências Básicas e Condutas em Oftalmologia), capítulos de livros, teses. Capacitação universitária, tendo sempre instrutores e associados com titulação acadêmica (mestres, doutores, livres-docentes, professores adjuntos, assistentes e titulares). Na década de 90, iniciou-se a parceria com a Universidade Federal de Pelotas-RS. Esta associação promoveu o surgimento do Serviço de Extensão Universitária desta Faculdade, ampliando a condição de formação e aperfeiçoamento de graduandos e graduados.

Contato

Todos os direitos reservados - Especialização Ivo Correa - Meyer